Empresa seguirá podendo utilizar o Selo por mais cinco anos

Nesta segunda, 30 de outubro, o Governo Federal anunciou a renovação da concessão do direito de uso do Selo Combustível Social para a Bianchini. Com essa medida, a empresa segue participando do movimento que estimula a inclusão social na agricultura familiar.

Como contrapartida à concessão, a Bianchini firma contratos de compra e venda de matéria-prima com os agricultores familiares ou com suas cooperativas para produção do biodiesel e assegura capacitação e assistência técnica aos agricultores.

O Selo Combustível Social integra as ações desenvolvidas pela Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário – Sead para promover a inserção qualificada de agricultores familiares na cadeia de produção do biodiesel. A Bianchini obteve essa certificação do MDA em 2012, que agora é renovada até 2022.

A Bianchini tem se despontado como uma das principais empresas de biodiesel que investem na agricultura familiar e com os maiores números de agricultores familiares parceiros, tanto diretos, quanto por meio das cooperativas da agricultura familiar.

A Bianchini é uma empresa nacional de comercialização e esmagamento de grãos, que atua em diversas regiões do Rio Grande do Sul. Com um esmagamento médio anual de 1,5 milhões toneladas de soja e marcante presença na comercialização de grãos do estado, a Bianchini entrou também no mercado de biodiesel. Sua unidade industrial situada em Canoas possui a capacidade de produzir 324 milhões de litros de biodiesel por ano, figurando-se entre as cinco maiores empresas brasileiras do setor.